E lá vamos nós...

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Retomando...

Vamos combinar, dieta é um saco!!! E quando tu não tem incentivo é pior ainda!

Ok, não posso reclamar muito porque em casa o apoio é absoluto, mamãe me ajuda com o que eu inventar. O problema é que na rua não é bem assim né... Sempre tem bolacha (ou biscoito prazamiga lá de cima que estão lendo aqui) no trabalho e amigos querendo sair da aula e do trabalho pra tomar aquela ceva beeeeem gelada e comer uma coisa bem gordurenta e lotada de carboidratos. E a Naluzete aqui, como uma boa arrozete de festa, ainda não aprendeu a dizer não aos eventos sociais e muito menos, o mais difícil, a ir aos eventos e controlar a viking cervejeira que jaz dentro de mim!

Enfim, peguei nojo da dieta da sopa! Não sei de onde tiraram aqueles 8kg que dizem que emagrece!!! Na segunda vez que fiz não tinha perdido nem 2kg no 4º dia. Ok, ok, eu sei que isso é o mais saudável, que perder gordura é mais demorado, que perder muito mais do que isso é perder água e massa muscular, mas se for pra diminuir mais lentamente prefiro fazer uma RA mais bonitinha, menos restritiva, e, principalmente, mais balanceada, né?!

Fui na nutricionista que o meu endocrino indicou, mas foi a PIOR EXPERIÊNCIA COM PROFISSIONAL DE SAÚDE DA MINHA VIDA! A mulher tinha um discurso culpabilizador e moralista. Colocou toda a culpa da minha obesidade em mim, insinuou que eu sou obesa porque quero, que eu já deveria ter me dado conta há um bom tempo de que estava muito pesada, que eu era alcolista e que a minha psicóloga não estava lidando comigo de forma adequada e que eu deveria me envergonhar disso: "Tu não tem vergonha de chegar em casa cheirando a bebida? O que a tua mãe pensa disso?". Além disso ela ignorou totalmente o fator social, toda essa pressão que faz a gente ter vontade de ser magra só pra ser aceita. O conceito de saúde dela era resultado de exames clínicos dentro dos padrões estabelecidos e ela disse que eu tinha que emagrecer pra TER SAÚDE, ou seja, esses índices. Ela nem se prestou a medir, mal sabe ela que meus exames estão perfeitos, logo sou totalmente saudável dentro dos padrões dela, e dentro do MEU CONCEITO de saúde (porque pra nós sanitaristas saúde é algo muito subjetivo) preciso emagrecer pra que minha saúde mental fique ok... Ah, e não vou nem falar na dieta da folhinha que ela queria me passar! Dieta pronta eu pego na internet ou compro na revista, se eu to indo na nutricionista eu to procurando uma dieta personalizada e adaptada ao meu estilo de vida, nada de folhinha padronizada! Enfim, depois de um barraco básico abandonei o consultório da mulher, simples assim!!!

Domingo dia 23 de setembro foi um fim de ciclo pra mim, era o dia que eu ia casar com o meu ex noivo. Não casamos e foi uma das decisões mais acertadas que tomamos na vida, hahha... Tudo bem que já faz 4 anos que terminamos, mas foi fim de ciclo da mesma forma. Como o meu estado de bola está todo ligado a essa antiga relação, decidi que passada a data do casamento eu iria mudar pra sempre e agora é pra sempre!!! :)

1 comentários:

  1. ah, eu imaginei que o discurso da dita cuja tinha sido algo do tipo. Te gente que tem o estrannho dom de detonar a gente u.u
    Nalu, voltarei sempre, ja ta nos favoritos. Força aí!

    ResponderExcluir