E lá vamos nós...

domingo, 21 de julho de 2013

A saga do Iogurte Desnatado

Desde que eu me aproximei da Dieta dos 17 dias (ok, eu sei que estou devendo um post sobre isso), um dos itens mais tem pesado no meu bolso: o bendito iogurte desnatado! 
Eu devo admitir que nunca fui muito fã de iogurte, então nunca foi uma parte do mercado muito frequentada pela minha pessoa, por isso não imaginava que seria tão pequena a oferta que temos de desnatados, pelo menos aqui em Porto Alegre. Vasculhei as gôndolas do Zaffari e me deparei com pouquíssimas marcas com opções bem limitadas de sabores.

O crème de la crème dos iogurtes desnatados é o portoalegrense Do Tambo. Sorry gurias de outros estados, mas parece que eles não vendem pra outros estados. Eu ficaria MUITO feliz só com ele, mas ele é bem carinho, por isso falei do peso no bolso. Vou fazer um post só pra ele assim que eu encomendar mais uma remessa (sim, eu compro direto da fábrica), mas adianto que eu consegui me manter firma na minha última tentativa de dieta pelo prazer que eu tinha de comer meus dois potinhos diários! Aqui o meu queridinho: 



Ontem experimentei um que nunca tinha visto, aparentemente é novo aqui pelas bandas do Sul... Sinceramente? Não gostei e não recomendo, tem um gosto absurdamente artificial, então não serve pra substituir meu queridinho. Aqui o indivíduo:


Enfim, sigo na busca e aceito sugestões...

Muack!
Nalu :D



sábado, 20 de julho de 2013

Testei: manga desidratada

Gordinha tensa e consumista quando inventa de fazer dieta é assim: vai no supermercado e enfia no carrinho tudo quanto é produto que pareça interessante. Hoje fui ao mercado e não foi diferente, comprei algumas coisas pra testar.

Maçã desidratada é uma coisa que eu gosto de mastigar. Não vejo graça alguma em maçã in natura, mas a desidratada eu gosto bastante. Então, fui renovar meu estoque de maçã crocante quando decidi experimentar os outros sabores de frutas secas que encontrei. Além da maçã, comprei a manga e o abacaxi; o de abacaxi ainda jaz intacto na sacola, mas a manga já foi devidamente devorada.

Ok, eu sei que manga não é uma fruta indicada pra quem está tentando perder peso, mas eu gosto tanto dessa danada que não resisti. Comprei dessa daqui:


Eu estava esperando essas fatias bonitinhas do pacote, mas quando abri vi que eram pedaços cortados aleatoriamente e de tamanho pequeno. A trouxa aqui esqueceu de tirar foto pra mostrar, mas essa imagem aqui se assemelha ao aspecto (não, não é esse produto e eu não sei de qual marca é essa da foto a seguir):



Eu gostei bastante! Ela tem uma consistência durinha e a gente fica mascando um bom tempo. Quando coloquei o primeiro pedaço na boca, senti o gosto ácido, aquele que a gente sente quando come balas azedas; eu particularmente adoro essa sensação, mas logo em seguida ela passa.

Um pacote de 50g tem 158 kcal. Sim, é demais pra um lanchinho, mas de vez em quando nunca é demais...
O bom dessas frutas desidratadas é que podemos levar e comer quando estivermos fora de casa. Eu detesto comer frutas quando não estou em casa porque é ruim de transportar porque são frágeis e fazem a sujeira da casca. Esses pacotinhos são boas opções pra mantermos as porções diárias de frutas.

Aprovado!
Muack!
Nalu :D

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Cronograma Capilar - o início

Entonces povo.... Saindo um pouco do assunto dieta/academia, vou falar sobre o meu esquema de cuidados com os cabelos que iniciei na última semana. O Cronograma Capilar (CC) não é nenhuma novidade, rola há alguns anos pelos blogs e, pra minha surpresa (surpresa porque euzinha não conhecia), tem muitos adeptos por aí; o maior grupo do Facebook reúne mais de 11 mil pessoas.

O CC nada mais é do que uma rotina de cuidados com o cabelo que integra todas as etapas necessárias pra que tenhamos fios bonitos e saudáveis: Hidratação, Nutrição e Reconstrução.
  • Hidratação é a reposição hídrica dos fios, ou seja, repõe moléculas de água, deixando os fios mais sedosos e macios. São encontrados geralmente em compostos vegetais, aloe vera, semi di lino, pantenol, etc...
  • Nutrição é a reposição de nutrientes (dã), geralmente se dá através do uso de óleos e gorduras (aquela lista famosa: óleo de argan, óleo de coco, manteiga de karité, ceramida...), importantes pra selar as escamas dos fios, evitando a perda de água.
  • Reconstrução é a etapa onde repomos as proteínas, ou seja, é quando trabalhamos na estrutura do fio propriamente dita. A proteína presente em maior quantidade nos cabelos é a queratina, mas queratina em excesso também faz mal aos fios, que ficam pesados e sem brilho, então o ideal é utilizar queratina hidrolisada (a proteína queratina quebrada na infinidade de aminoácidos que a compõe - lembrem da querida professora de Biologia), ou os complementos dos próprios aminoácidos (cisteína, lisina, prolina, arginina... e por aí vai...).
A lógica do processo é utilizar máscaras, shampoos, condicionadores, ampolas, blablabla, que contenham os compostos indicados para cada etapa, ao longo das semanas. Não existe um cronograma universal, pois cada cabelo tem as suas necessidades, mas a sequencia dos passos é sempre mantida H > N > R. A diferença é que cabelos com mais química provavelmente precisarão de reconstruções mais seguidas do que os mais naturais, mas a sequencia é a mesma.
Quando eu comecei a ler sobre isso fiquei muito perdida porque não sabia exatamente o que o meu cabelo precisava, só sabia que ele estava merecendo ser melhor cuidado. Nisso eu achei um post bem bacana que traz sugestões de cronogramas de acordo com vários tipos de cabelo: olhem aqui. O meu cabelo é oleoso e descolorido nas pontas (zim, tenho umas californianas uó... feitas em casa porque na real eu descolori pra usar roxo), então acabei optando pelo cronograma para fios oleosos, pelo menos num primeiro momento enquanto eu vou conhecendo os meus fios.

Olhaí a minha crina horrorosa. E devo admitir, a foto foi depois de uma semana e uma sequencia H>H>N>H, ou seja, estava beeeeeeeem pior, acreditem!


Como a pessoa aqui está num momento de vacas de passarelas internacionais de tão magras, optei por iniciar sem muito glamour, com produtos nacionais e de supermercado mesmo. Eu me conheço, se eu fosse em alguma loja de cabeleireiro, certamente ficaria com vontade de levar produto de linha profissional, mesmo sem ter de onde tirar o capital. Contive a NaluGastadeira o máximo que eu pude, mas já estou salivando por uma viagem a Rivera ou Rio Branco pra me jogar em L'Oreal e Kérastase... Logo mais eu mostro o que tenho usado...

Por fim, deixo o link de outro blog que acho muito bom e com o qual tenho aprendido bastante coisa sobre cabelos: aqui.
Ah, assim como a RA e a rotina de treinos, o CC é um hábito a ser adotado pra vida. Acho que vale muito a pena, já que os cabelos fazem parte do nosso kit cartão de visitas, então não custa mimá-los, né?! Além disso, podemos fazer uma bela economia; certamente com que gastaríamos em uma sessão de hidratação, outra de selagem e outra de queratinização no salão de beleza podemos comprar bons produtos e cuidar em casa. Sem contar que, pra mim, cuidar dos cabelos é uma boa terapia, do mesmo jeito que encaro o cuidado com as unhas.

Eu me joguei, bora?!
Muack!
Nalu :D

domingo, 14 de julho de 2013

Correndo com as bolas de feno

Pois bem, hoje pensei em uma forma de registrar minha nova rotina de cuidados com os cabelos e acabei lembrando desse espaço. Juro, havia esquecido completamente.

Pra isso daqui não virar uma coisa sem pé nem cabeça, vou contar o que sucedeu nos últimos meses, e vou tentar ser bem direta.

1) O Topiramato é uma droga from hell! Depois de um tempo com a dose de 150mg, percebi que eu continuava burra! Sério, burra mesmo, cognição completamente afetada. Em dezembro de 2012 eu tinha uma consulta agendada com o endócrino, mas decidi ignorar solenemente a hora marcada e aboli o Topiramato da minha vida.

2) Quanto às boletas, continuo com os meus 60mg de Citalopram, e a minha ansiedade tem estado bem dócil. Nesse meio tempo, minha psiquiatra achou interessante iniciar com Lamotrigina pra controlar os impulsos, coisa que o Topiramato fazia, mas ela me fez querer dormir, dormir e dormir, nada mais. Como saiu o edital da Anvisa, meu sonho profissional, aboli essa pílula de Morpheu da minha vida!

3) Parei de controlar a alimentação por um bom tempo, mas aí surgiu um impulso aleatório e eu me joguei na Dieta dos 17 dias. Sério, foi a melhor dieta que eu já fiz! Combinou com o meu ideal de mudança na alimentação, porque ela não é uma prescrição, mas uma lógica de ingestão de grupos de nutrientes em ciclos que mudam a cada 17 dias. Perdi 6kg nos primeiros 34 dias, e sem muito sofrimento! Vou escrever melhor sobre ela em outra oportunidade, mesmo porque pretendo voltar a ela amanhã =P

4) Voltei pra academia! Em dezembro do ano passado comprei um groupon de 6 meses na Academia Anatomic (Porto Alegre - RS) por 230 mangos, uma pechincha! Fiz algum tempo de Jump e RPM, mas parei por causa dos estudos pra Anvisa. Agora recomecei na Academia Alternativa e posso dizer, nunca me senti tão bem em uma academia! O povo de lá é ótimo e te acolhe de uma forma muito legal! Dessa vez estou me jogando nas aulas de Body Combat, Body Balance e Zumba (uma delícia de fazer cada uma delas!) e arranhando alguma coisa na Musculação. Outro ponto que merece um post específico...

5) Virei Aloka das Makes! Nos últimos meses tenho investido bastante em makes e cosméticos. Por um bom tempo fui fissurada nos esmaltes, mas agora estou na fase dos cuidados com o cabelo. Sendo mais específica, o que me fez querer voltar a escrever foi eu ter iniciado um Cronograma Capilar na última semana, até mesmo pra eu ter um registro da evolução da minha juba. Vamos falar bastante sobre isso...

Enfim, essas eram as novidades relevantes. Vi que esse blog bombou de visitas, aparentemente o Topiramato foi um chamariz, hahahahha. Enfim, se alguém caiu aqui de pára-quedas, seja muito bem vindo! Vamos sacudir esse lugar a partir de agora \o/

Muack
Nalu :D

domingo, 30 de setembro de 2012

Biscoito de arroz integral

Hey!
Passei uma semana light e sem muitos problemas. Escolhi a sexta feira pra enfiar o pé na jaca e fui comer sushi em comemoração ao aniversario da Titus, minha amigona, e depois fui a um churrasco e tinha cevaaaaa! \o/
Mesmo assim a minha semana controlada me fez chegar aos 84, tô felizona!

Hoje fui ao mercado comprar algumas coisinhas pra me ajudar na RA e lembrei de um produto que foi uma mão na roda da ultima vez: o biscoito de arroz integral multicereais.



Na tabela que eu copiei não fala, mas a porção que está indicada corresponde a 6 biscoitos e eles são bem grandinhos, o diâmetro é bem maior que o de um biscoito recheado. Tem consistência daquelas barrinhas açucaradas de arroz ou daquelas pipoquinhas doces, mas não são nem doces nem salgadas. Eu, pelo menos, não sinto nem sal nem açúcar nelas... Costumo comer como lanche da tarde com requeijão ou geléia light, dependendo do sabor que eu estiver desejando no momento. O bom é que 3 já me deixam bem satisfeita, e é uma fonte de carboidratos dos bons porque é integral. Super recomendo! Só cuidado com o que vão passar nelas pra não transforma-las numa bomba calórica, gorgonzola ou nutella eu não recomendo, hahahahha! Ah, vocês podem encontrar esse produto no supermercado na parte dos dietéticos e ele vem também numa versão maior com biscoitos bem grandes.

Alguém já provou? Vai provar? Que tal?
Muack!
Nalu :D

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Retomando...

Vamos combinar, dieta é um saco!!! E quando tu não tem incentivo é pior ainda!

Ok, não posso reclamar muito porque em casa o apoio é absoluto, mamãe me ajuda com o que eu inventar. O problema é que na rua não é bem assim né... Sempre tem bolacha (ou biscoito prazamiga lá de cima que estão lendo aqui) no trabalho e amigos querendo sair da aula e do trabalho pra tomar aquela ceva beeeeem gelada e comer uma coisa bem gordurenta e lotada de carboidratos. E a Naluzete aqui, como uma boa arrozete de festa, ainda não aprendeu a dizer não aos eventos sociais e muito menos, o mais difícil, a ir aos eventos e controlar a viking cervejeira que jaz dentro de mim!

Enfim, peguei nojo da dieta da sopa! Não sei de onde tiraram aqueles 8kg que dizem que emagrece!!! Na segunda vez que fiz não tinha perdido nem 2kg no 4º dia. Ok, ok, eu sei que isso é o mais saudável, que perder gordura é mais demorado, que perder muito mais do que isso é perder água e massa muscular, mas se for pra diminuir mais lentamente prefiro fazer uma RA mais bonitinha, menos restritiva, e, principalmente, mais balanceada, né?!

Fui na nutricionista que o meu endocrino indicou, mas foi a PIOR EXPERIÊNCIA COM PROFISSIONAL DE SAÚDE DA MINHA VIDA! A mulher tinha um discurso culpabilizador e moralista. Colocou toda a culpa da minha obesidade em mim, insinuou que eu sou obesa porque quero, que eu já deveria ter me dado conta há um bom tempo de que estava muito pesada, que eu era alcolista e que a minha psicóloga não estava lidando comigo de forma adequada e que eu deveria me envergonhar disso: "Tu não tem vergonha de chegar em casa cheirando a bebida? O que a tua mãe pensa disso?". Além disso ela ignorou totalmente o fator social, toda essa pressão que faz a gente ter vontade de ser magra só pra ser aceita. O conceito de saúde dela era resultado de exames clínicos dentro dos padrões estabelecidos e ela disse que eu tinha que emagrecer pra TER SAÚDE, ou seja, esses índices. Ela nem se prestou a medir, mal sabe ela que meus exames estão perfeitos, logo sou totalmente saudável dentro dos padrões dela, e dentro do MEU CONCEITO de saúde (porque pra nós sanitaristas saúde é algo muito subjetivo) preciso emagrecer pra que minha saúde mental fique ok... Ah, e não vou nem falar na dieta da folhinha que ela queria me passar! Dieta pronta eu pego na internet ou compro na revista, se eu to indo na nutricionista eu to procurando uma dieta personalizada e adaptada ao meu estilo de vida, nada de folhinha padronizada! Enfim, depois de um barraco básico abandonei o consultório da mulher, simples assim!!!

Domingo dia 23 de setembro foi um fim de ciclo pra mim, era o dia que eu ia casar com o meu ex noivo. Não casamos e foi uma das decisões mais acertadas que tomamos na vida, hahha... Tudo bem que já faz 4 anos que terminamos, mas foi fim de ciclo da mesma forma. Como o meu estado de bola está todo ligado a essa antiga relação, decidi que passada a data do casamento eu iria mudar pra sempre e agora é pra sempre!!! :)

domingo, 26 de agosto de 2012

Medicalizando a obesidade...

Como eu havia dito no post inicial, na posição de profissional de Saúde Coletiva, não me sinto muito confortável medicalizando a minha obesidade. No lugar onde eu me encontro, questionamos de forma bastante incisiva essa necessidade que foi, de certa forma, criada pelo modelo dominante de se ter todas as soluções encontradas em pílulas, comprimidos e cápsulas. Acontece que eu sempre fui ansiosa, mas minha ansiedade chegou num ponto que eu passei a ter sintomas de ansiedade, e esses sintomas foram piorando e piorando e eu não era mais só uma guria ansiosa, passei a ter ataques de pânico, e daí eu passei a precisar das soluções que a indústria farmacêutica tinha pra me oferecer, porque eu não tinha mais condições de ter uma vida minimamente normal. Com a medicação pra ansiedade (Citalopram 40mg) veio a fuga pra comida, a terapia não acompanhou o ritmo da medicação e eu ganhei peso. Arrastando a auto estima nos cadarços do meu all star, fui procurar o endocrino e ele veio com a outra boleta, maldição, mais uma!!!!

Vou explicar essa parte porque sei que é do interesse de muita gente. Não existe medicamento sintético produzido especialmente para que as pessoas emagreçam, esqueçam!!! Os que conhecemos são medicamentos que foram produzidos para outros fins, mas que entre seus efeitos adversos a perda de peso foi constatada por n motivos. É justamente por isso que é extremamente perigoso comprar remédio pra emagrecer no mercado negro sem prescrição médica!!! Sabe-se lá que outras partes da nossa fisiologia vão estar sendo comprometidas pela tal boleta de ação desconhecida?!?!?! 
O meu endocrino descartou Sibutramina logo de cara porque ela deixa a pessoa mais agitada e eu, como estou em tratamento pra ansiedade, não quero isso, né?!
Aí ele sugeriu o Topiramato, uma droga que foi desenvolvida na década de 80 pro tratamento da epilepsia e das enxaquecas, mas que hoje em dia é mais usado mesmo pra emagrecer, porque ele atua inibindo os impulsos. Esse é pra quem come por impulso, ele acaba tirando a fome. Só que antes de me receitar ele pediu uma bateria de exames de sangue e de urina e mandou uma carta pra minha psiquiatra perguntando se ela autorizava que eu fizesse o tratamento com o Topiramato junto com o Citalopram. Depois disso que ele foi liberando, e mesmo assim aos poucos... A dose que emagrece está entre 100 e 200mg, comecei com 25mg por 15 dias e depois aumentei pra 50mg. Voltei pra consulta e aumentei pra 75mg e depois pra 100mg. Só quando eu cheguei aos 150mg, ou seja, no 3º mês de tratamento, que eu comecei a parar de sentir fome! Antes disso eu só sentia os efeitos colaterais, tinha dificuldade de articular frases, tanto na fala quanto na escrita, tinha bastante sono e meus pés formigavam bastante. Agora os efeitos colaterais passaram e eu sinto os benefícios! Eu não sinto quase fome, mas também não sinto repulsa, então posso regrar minha alimentação. E outra coisa que o medicamento fez que eu achei muito bom, ele controlou minhas variações de humor, coisa que nem a minha psiquiatra previa, estou beeeem mais tranquila agora. Meus pés continuam formigando, mas eu acho até engraçado e eu acho que recuperei bem minha capacidade cognitiva, até passei na seleção do mestrado nesse meio tempo... hehehe...

Ah, ta aí o meu Amado Amato:
Beijocas e nada de comprar remédio sem passar no médico! >.<